Domingo, 11 de Janeiro de 2015

Locais para passear em Lisboa (gratuitos)

Lisboa é uma das cidades mais versáteis que conheço para andar a pé. As zonas mais planas da Baixa e do Parque das Nações são simpáticas para quem procura um passeio descansado, ao passo que, nas íngremes ruas dos arredores do castelo, sentimo-nos como se praticássemos uma espécie de alpinismo urbano.

Percorrer as ruas e apreciar os mais de 60 jardins da cidade são formas excelentes de a conhecer ou de a viver. Com a vantagem, ainda por cima, de que ainda não se paga para passear.

 

PASSEIOS EM JARDINS

Parque Eduardo VII

Baptizado com o nome do rei de Inglaterra, que em 1903 veio a Lisboa reforçar a aliança do seu país com Portugal, este é o maior parque do centro da cidade. Os cerca de 25 hectares incluem grandes áreas de jardim, um parque infantil e um miradouro. Para além disso, a entrada do parque é também o ponto de partida dos passeios de bicicleta da Massa Crítica, que se realizam sempre na última sexta-feira do mês, pelas 18 horas.

Praça do Marquês de Pombal, 1070 Lisboa

Horário: Sempre aberto

Parque Eduardo VII

 

Jardins do Parque das Nações

O lugar que acolheu a Expo 98 e que deu a Lisboa uma faceta moderna é também uma excelente escolha para passear. Um terço do Parque das Nações está dedicado a áreas verdes, entre as quais destaco o Rossio dos Olivais com o seu maravilhoso espelho de água.

Alameda dos Oceanos, 1990 Lisboa

Horário: Sempre aberto

Rossio dos Olivais, Parque das Nações

 

Jardins da Torre de Belém

Construídos em 1940, a propósito da Grande Exposição do Mundo Português, os Jardins da Torre de Belém são uma escolha popular para passeios, quer entre os turistas quer entre os próprios lisboetas. E, se quiser acrescentar um toque “zen” ao seu passeio, escolha o domingo de manhã para visitar estes relvados e participar numa aula gratuita de Tai Chi ou Chi Kung.

Avenida de Brasília, 1400-038 Lisboa

Horário: Sempre aberto

Jardins da Torre de Belém

 

Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian

Uma referência para a arquitectura paisagista portuguesa, o Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian data da década de 60. Com um lago, riachos e caminhos que o tornam numa alternativa para relaxar, o jardim tem também um anfiteatro ao ar livre que, nas noites de verão, é palco de vários espectáculos.

Avenida de Berna, 45, 1067-001 Lisboa

Horário: Do nascer ao pôr-do-sol, excepto em dias de espectáculo

 

Jardim dos Moinhos de Santana

Aberto ao público desde 1997, o Parque dos Moinhos de Santana deve o seu nome aos dois únicos moinhos de vento em funcionamento em toda a cidade de Lisboa. À volta destas duas estruturas estendem-se cinco hectares de relvados, ideias para um piquenique ou uma sesta. Se prefere um passeio mais activo, o parque dispõe de um circuito de manutenção e de uma pista de skate.

Rua Tristão Vaz, 1400 Lisboa

Horário: de 1 de Outubro a 31 de Março, 8:30-18:00; de 1 de Abril a 30 de Setembro, 9:00-19:30

 

PASSEIOS POR ZONAS HISTÓRICAS

Baixa Pombalina

Não é possível conhecer lisboa sem se ser levado pelo movimento das ruas da Baixa Pombalina. O Terreiro do Paço, em tempos a porta de entrada na cidade, pode servir como ponto de partida para um circuito a pé por esta zona histórica, seguindo pela cosmopolita Rua Augusta até à Praça do Rossio e Avenida da Liberdade, onde o comércio tradicional é vizinho de grandes marcas internacionais. Um pouco acima, o Largo do Chiado equilibra o trendy e o intelectual durante o dia, transformando-se, mais tarde, no ponto de encontro para as noites do Bairro Alto.

Terreiro do Paço

 

Alfama

Se a ideia é conhecer o lado mais tradicional de Lisboa, então Alfama é obrigatória. É fácil perder-se no labirinto de ruas estreitas do bairro que sobreviveu ao terramoto de 1755 e que dá morada a alguns dos mais “castiços” estabelecimentos da capital. À terça-feira e ao sábado o passeio por Alfama prolonga-se até ao Campo de Santa Clara para visitar a Feira da Ladra, uma espécie de Portobello alfacinha.

Alfama

 

Mouraria e Martim Moniz

Alvos recentes de um trabalho intenso de revitalização, as zonas da Mouraria e do Martim Moniz são ideais para deambular num verdadeiro caldeirão de culturas. O bairro da Mouraria, berço do fado e morada de fadistas como “A Severa” e Mariza, exibe ora tabernas e casas dedicadas à canção tradicional, ora estabelecimentos chineses, indianos, etc. Esta mistura deu origem ao “Mercado de Fusão”, que ao fim-de-semana toma conta da Praça Martim Moniz.

Mouraria

 

PASSEIOS EM MUSEUS (gratuitos)

Porque nos oferecem tanto para contemplar, os museus são também uma boa opção para passear... muitas vezes de forma muito económica. Os domingos e os feriados continuam a ser os dias mais oportunos, já que muitas instituições praticam a entrada gratuita nestas ocasiões, mas existem também museus que têm sempre entrada gratuita, como é o caso do Museu Colecção Berardo e do Museu da Electricidade.

Existem em Lisboa cerca de cinco dezenas de museus. A selecção é complicada e, por isso, decidi concentrar-me também nos museus mais recentes e, claro, gratuitos.

 

Atelier-Museu Júlio Pomar

Inaugurado em Abril de 2013, o Atelier-Museu Júlio Pomar está instalado num edifício recuperado pelo arquitecto Siza Vieira e expõe várias obras de pintura, escultura, desenho, gravura e cerâmica daquele que é um dos mais importantes autores contemporâneos.

Rua do Vale, 7, 1200-472 Lisboa

Horário: Terça a domingo, 10:00-18:00

Atelier-Museu Júlio Pomar

 

Museu do Banco de Portugal

Perto da sua inauguração em 2013, o “Museu do Dinheiro” – nome com que apareceu na imprensa – partilhou páginas, ironicamente, com as notícias da crise. O museu dedica-se, afinal, à História da evolução do dinheiro, com uma exposição permanente que vai “do artigo padrão ao euro”.

Avenida Almirante de Reis, 71, 1150-012 Lisboa

Horário: Aberto todos os dias, 10:00-12:00 e 14:00 às 16:00

 

Galeria do Museu da Carris

Com uma galeria de arte contemporânea desde 2012, o Museu da Carris oferece uma programação eclética com exposições individuais e colectivas.

Rua 1º de Maio, 101-103

Horário: Segunda a sábado, 10:00-17:00

 

MUDE

Em plena Baixa Pombalina, no antigo edifício do Banco Nacional Ultramarino, o MUDE – Museu do Design e da Moda exibe uma colecção de mais de 2500 objectos que marcaram tendências.

Rua Augusta, 24, 1100-053 Lisboa

Horário: Terça a domingo, 10:00-18:00

 

Museu Nacional do Azulejo

O MNAz nasceu em 2010 para se dedicar a essa instituição arquitectónica e decorativa que é o azulejo. O museu expõe a evolução da cerâmica e do azulejo, ao mesmo tempo que alerta para a necessidade de conservar os exemplares que ainda existem nos nossos monumentos e edifícios.

Rua da Madre de Deus, 4, 1900-312 Lisboa

Horário: Terça a domingo, 10:00-18:00

Entrada livre ao domingo até às 14:00

Museu do Azulejo

 

Museu Colecção Berardo

Um dos espaços de referência da capital, o Museu Colecção Berardo é tão apropriado para uma jornada pela arte contemporânea que uma das actividades do seu programa é precisamente o percurso pelas exposições.

Centro Cultural de Belém, Praça do Império, 1449-003 Lisboa

Horário: Terça a domingo, 10:00-19:00

 

Museu da Electricidade

No belo edifício do Museu da Electricidade é possível imaginar que se viaja até ao passado. Caminhando pelos corredores da antiga central, encontram-se equipamentos históricos que são hoje o motivo da exposição permanente.

Avenida de Brasília, 1300-598 Lisboa

Horário: Terça a domingo, 10:00-18:00

 

MIRADOUROS EM LISBOA

Cidade construída em sete colinas, é fácil encontrar locais em Lisboa que ofereçam uma vista deslumbrante. Os miradouros abundam, especialmente nas proximidades do Tejo. Estes valem bem um desvio para contemplar, por exemplo, a cidade no pôr-do-sol:

  • Miradouro da Graça
  • Miradouro da Penha de França
  • Miradouro da Senhora do Monte
  • Miradouro de Santa Catarina (Adamastor)
  • Miradouro de Santa Luzia
  • Miradouro de Santo Estevão
  • Miradouro de São Pedro de Alcântara
  • Miradouro do Castelo de São Jorge
  • Miradouro do Parque Eduardo VII
  • Miradouro do Torel
  • Miradouro das Portas do Sol
  • Miradouro da Rocha do Conde de Óbidos
  • Miradouro dos Moinhos de Santana
  • Miradouro dos Montes Claros
  • Miradouro do Cais das Colunas

 

Clique na imagem para ver o mapa interactivo:

 

IN: http://myguide.iol.pt


publicado por gruponet às 21:51

editado por gruponet em 22/01/2015 às 09:57
link do post | comentar | favorito
partilhar

.passa a palavra

Tens conhecimento de algum evento desportivo que queiras partilhar? Envia um email para: gruponet @ sapo.pt

.participar

. participe neste blog

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


.posts recentes

. Está de volta o mega esco...

. Record Challenge Park: ma...

. 2º Algarve Fitness Challe...

.arquivos

.mais sobre mim

.links